TTverde


Coquetel da Semana: O Rosé Martini

“Só usamos o melhor”, disse Alessandro Palazzi, quando Diário do cavalheiro visitou o lendário barman para um martini . E Palazzi deve saber. Como bartender chefe do Dukes Bar desde 1975, o mestre mixologista cria coquetéis há décadas. “Não somos propriedade de uma empresa de bebidas”, acrescentou, “então não tenho restrições sobre quais destilados posso usar”.

Fala muito, então, que Palazzi usa Gin nº 3 para criar seus martinis lendários. Um destilado elegantemente engarrafado dos comerciantes de vinho Berry Bros & Rudd, Palazzi esfria seu No.3 até uma consistência viscosa e espessa antes de servi-lo, gelado.

“Não tenho restrições sobre quais espíritos posso usar…”

E é este gin extraordinário que forma a base do Rosé Martini. Seus muitos vegetais de dar água na boca fazem maravilhas na criação do coquetel – com notas incluindo cardamomo, cravo e coentro adicionando profundidade à mistura. Mas toranja é a chave; um sabor doce-azedo refletido tanto na cor quanto na guarnição desta bebida muito rosada.

O Rosé Martini foi criado por Ross Bryant, um Embaixador da Marca No.3. E, depois de seguir a receita abaixo, você vai gostar da invenção dele; um riff mais doce no clássico martini. Embora possa não ser uma versão verdadeira e tradicionalista da bebida icônica, é uma alternativa divertida e mais frutada se você quiser uma versão animada de um clássico. Veja como fazer isso…

O Rosé Martini

Ingredientes:

  • 60ml No.3 Gin
  • 20ml de Vermute Lustau Rosé
  • Uma torção de toranja rosa (para enfeitar)

Método:

  1. Comece adicionando muito gelo a um copo de mistura
  2. Despeje seu gin e vermute No.3
  3. Mexa por 30-45 segundos
  4. Coe em uma taça de martini previamente gelada
  5. Decore com um toque fino de toranja rosa

Quer uma alternativa não alcoólica? Veja como misturar o Mos-low Mule da CleanCo…