.

                

X-Trophy 2016/2017

Bruno Martins vence a Buggy Race 2017

Disputou-se ontem, Sábado, a Buggy Race 2017, a 1ª prova do fim de semana de todo o terreno em Coruche que inclui ainda as provas de motos e quads participantes no X-Trophy 2016/2017 disputadas no domingo.

A prova organizada pelo Moto Clube Sacho com o apoio da X-Adventure foi também palco do arranque do Troféu de Resistências, uma nova competição promovida pela Federação de Motociclismo de Portugal. As lista de participantes com quase duas dezenas de pilotos reunia um considerável número de máquinas novas e até novos pilotos que dão agora os seus passos ao volante de um SSV depois de anos com outro tipo de viaturas, caso de Pedro Grancha que também estreou aqui um CanAm Maverick.

Bruno Martins, também ele ao volante de um dos novos CanAm Maverick X3 cedo começou o seu domínio da prova, pois foi o mais rápido nos treinos cronometrados, garantido assim a "pole position". Atrás de si, em viatura semelhante João Monteiro era o segundo, precisando de apenas mais 16 segundos para percorrer o rápido mas exigente traçado desenhado nas florestas a norte de Coruche. O "pódio dos treinos" ficou completo com mais um CanAm, desta feita o conduzido por Avelino Luís.

No que diz respeito á classificação geral da Buggy Race, Bruno Martins assumiu a liderança logo desde o inicio da prova, e ao longo das duas exigentes horas de competição teve em Avelino Luís o seu mais direto adversário que andou sempre por muito perto procurando também ele a vitória na corrida. Apesar dos esforços de Avelino Luís, as posições não se alteraram até final, com Bruno Martins a ser o vencedor enquanto o seu companheiro de equipa terminava assim em segundo lugar.

Marco Silva, em Yamaha foi o terceiro classificado, mas só teve a sua posição garantida no final, depois de um azarado João Monteiro lhe ceder a posição já no final. Na verdade, João Monteiro começou a corrida com o pé esquerdo: Arrancando do segundo lugar, ficou parado na primeira curva logo após a partida, acabando por descer último. Depois imprimiu uma recuperação notável até alcançar o terceiro lugar, até que, já na última volta acabaria por voltar a descer posições fruto de uma avaria mecânica.

A classe principal, a SSV teve os primeiros lugares ordenados da mesma forma que a classificação geral. A classe SSV agrupa todos os antigamente denominados Buggy e UTV numa única classe, pelo que não há qualquer distinção quanto ao tipo de configuração das viaturas.

Já na classe Hobby, que se destina a pilotos amadores ou federados, mas que não tenham participado em nenhuma prova das duas últimas edições do CNTT Buggy/UTV promovido pela FMP(2015 e 2016), e cujas viaturas cumpram os requisitos da classe SSV foi o estreante Pedro Grancha quem venceu. Grancha, vindo dos automóveis é um piloto muito experiente em todo o terreno, e rapidamente ganhou ritmo, também ele com um Can AM, e não só venceu a Classe Hobby como conseguiu ainda chegar até quinto da geral. Em segundo lugar na classe terminou Jorge Arsénio em Dazon.

Luis Pirralho, da X-Adventure:  "Penso que tivemos aqui uma corrida muito disputada, que deixa muito bons indicadores quer para o CNTT quer para o Troféu de Resistências. Tivemos bastantes novidades aqui presentes, quer ao nível de viaturas presentes, quer de pilotos. A corrida correu bem, sem incidentes e penso que os pilotos e o público vão daqui satisfeitos."


Fonte: Hélder Custódio | Imagens Desportivas

Partilhe este artigo

O TTVerdePT é um portal pessoal, independente e sem fins lucrativos, on-line desde o ano 2000. Decidimos ser o "tempo certo" para a "reconversão" do TTVerdePT. Assumimos agora, como "missão principal", a disponibilização do nosso vasto "Repositório de Memória" do que acompanhamos ao longo destes últimos 17 anos. Continuaremos a ser um "eco" participativo - agora mais focados no Facebook e eventualmente menos activos aqui - nos temas que nos interessam e motivam. Rejeitamos a responsabilidade pelas informações e material gráfico disponibilizados por terceiros. Este site não se subordina aos novos acordos ortográficos, aos quais é indiferente, publicando os textos conforme as preferências dos seus autores. (Y2K17 - Y2K18 - A. O.)


NOVAS Condições de Divulgação AQUI!

ATENÇÃO: Este site usa os cookies, apenas para podermos melhorar a sua utilização.