"Dakar 2018" Etapa 4 - San Juan de Marcona

Com os três primeiros lugares do Rali Dakar agora entregues à PEUGEOT, a Etapa 4 foi, contudo, dura para Cyril Despres e David Castera fruto de um embate numa pedra que danificou gravemente a zona traseira direita do seu 3008DKR Maxi.

Para a restante equipa, foi um mais um dia em grande, com a PEUGEOT a ocupar os três primeiros lugares, tanto na Etapa como à Geral.

• Sébastien Loeb e Daniel Elena venceram a sua primeira Etapa deste Dakar 2018, ascendendo ao 2º lugar à Geral da prova. A dupla franco-monegasca teve uma jornada bastante sólida, sem encontrar problemas de maior ao longo dos 330 km da Especial, que incluía uma das mais longas secções de deserto contínuas da história do Dakar.

• Carlos Sainz não começou o dia da melhor forma, tendo ficado atolado na areia, sendo, depois, vítima de um furo. Uma vez resolvidos esses contratempos, Sainz e o seu co-piloto Lucas Cruz fizeram uma boa prova até final e registaram o 2º tempo mais rápido na Especial, progredindo na Geral até ao 3º lugar.

• Stéphane Peterhansel e Jean-Paul Cottret mais do que duplicaram a sua vantagem na liderança do rali, apesar de se tratar de uma Etapa que eles próprios classificaram como traiçoeira e algo imperfeita, e durante a qual conheceram pequenos contratempos. Mesmo assim, o facto de terem obtido o 3º tempo mais rápido do dia realça bem a impressionante consistência desta experiente dupla.

• A desilusão marcou a jornada para Cyril Despres/David Castera, depois de um embate numa pedra a meio da Especial. O Team PEUGEOT Total mobilizou todos os recursos para fazer o PEUGEOT nº 308 chegar ao bivouac e, desse modo, regressar à competição na Etapa 5, embora com penalizações significativas.

CLASSIFICAÇÃO DA ETAPA 4:
1. Sébastien Loeb (FRA) / Daniel Elena (MCO), PEUGEOT 3008DKR Maxi, 3h57m53s
2. Carlos Sainz (ESP) / Lucas Cruz (ESP), PEUGEOT 3008 DKR Maxi, +1m35s
3. Stéphane Peterhansel (FRA) / Jean-Paul Cottret (FRA), PEUGEOT 3008DKR Maxi, +3m16s
4. Mikko Hirvonen (FIN) / Andreas Schulz (DEU), Mini 2WD, +34m36s
5. Eugenio Amos (ITA) / Sebastien Delaunay (FRA), Buggy 2WD, +35m46s
6. Khalid Al Qassimi (ARE) / Xavier Panseri (FRA), Peugeot 3008DKR, +40m29s
...

CLASSIFICAÇÃO APÓS A ETAPA 3:
1. Stéphane Peterhansel (FRA) / Jean-Paul Cottret (FRA), PEUGEOT 3008DKR Maxi, 10h36m07s
2. Sébastien Loeb (FRA) / Daniel Elena (MCO), PEUGEOT 3008DKR Maxi, +6m55s
3. Carlos Sainz (ESP) / Lucas Cruz (ESP), PEUGEOT 3008 DKR Maxi, +13m06s
4. Nasser Al Attiyah (QAT) / Matthieu Baumel (FRA), Toyota 4WD, +58m48s
5. Bernhard Ten Brinke (NLD) / Michel Perin (FRA), Toyota 4WD, +1h10m24s
6. Eugenio Amos (ITA) / Sebastien Delaunay (FRA), Buggy 2WD, +1h19m42s
7. Khalid Al Qassimi (ARE) / Xavier Panseri (FRA), Peugeot 3008DKR, +1h21m09s
...

EM DIRECTO DO BIVOUAC…

Sébastien Loeb (PEUGEOT 3008DKR Maxi n°306)
1º na Etapa 4, 2º na Geral
“Foi um dia divertido: uma Especial longa com muitas dunas e uma partida diferente, lado-a-lado, na praia. O terreno era traiçoeiro, pelo que o mais importante era não ficar atolado e penso que alguns concorrentes perderam algum tempo com isso. Mas, felizmente, passamos bem por todo lado e acabámos por vencer a Especial. O mais incrível é a diferença ter sido de apenas um minuto, ou seja, andámos todos muito perto uns dos outros, sem grandes vantagens entre nós. Na Etapa 5 seremos os primeiros a partir para a estrada e a navegação não vai ser fácil. Por isso, vai ser importante ter os nossos colegas de equipa por perto.”

Carlos Sainz (PEUGEOT 3008DKR Maxi n°303)
2º na Etapa 4, 3º na Geral
“Começámos o dia de forma complicada, pois ficámos atolados logo no início. Perdemos 7 ou 8 minutos mas depois apanhámos o Nasser Al-Attiyah, para, de seguida, termos o furo que nos obrigou a parar para mudar de roda. Depois disso, prosseguimos no nosso ritmo e não tivemos mais problemas. Como sempre no Dakar, temos de estar sempre alerta, mas, hoje, tudo acabou bem para nós.”
Sébastien Loeb (PEUGEOT 3008DKR Maxi n°300)

3º na Etapa 4, 1º na classificação geral
“Primeiro que tudo, devo dizer que lamento imenso o que aconteceu ao meu amigo Cyril. Pela minha parte, foi bastante enervante no início, pois arrancámos para Etapa lado a lado: uma partida assim nunca é fácil! Mas, ao chegarmos ao primeiro desfiladeiro, estávamos no comando e isso foi muito bom porque, em vez de nós, foram os outros a levar com a poeira. Depois disso, correu tudo bem, exceto quando um pneu saiu da jante a meio da travessia das dunas, perdendo, com isso, muito tempo a mudar a roda porque havia imensa areia no macaco. Por fim, perdemos um waypoint, juntamente com o Carlos, e voltámos atrás tentar encontra-lo. Irritantemente descobrimos que estávamos bem na primeira passagem. Portanto, não foi uma Especial perfeita, mas aqui estamos nós no comando do rali.”

Cyril Despres (PEUGEOT 3008DKR Maxi n°308)
Imobilizado ao km 180 da Especial (Nota: classificações na Etapa e à Geral ainda não disponíveis)
“Não sei bem o que aconteceu. Aproximámo-nos cautelosamente, travámos, e passamos por cima de uma pedra que, de alguma forma, rolou e arrancou a zona traseira direita do carro. Os danos têm reparação, mas com muito trabalho pela noite dentro, depois de esperarmos pelo nosso camião. O que aconteceu é difícil de explicar, por que foi numa zona muito lenta: não é o tipo de coisa que, normalmente, estamos à espera.”

A SEGUIR…
A ETAPA 5 (quarta-feira, 10 de janeiro), entre SAN JUAN DE MARCONA e AREQUIPA tem 932 quilómetros, dos quais 267 cronometrados. Será a mais longa do rali (com mais de 900 km) sendo composta por duas Especiais em paralelo. Os carros disputam primeiro o Sector B (67 km) e depois seguem-se as motos no sector A (200 km). Esta Etapa poderá ser o maior desafio desta primeira semana. Os concorrentes irão andar, pela primeira vez, na mítica praia de Tanaca, onde têm pela frente 30 quilómetros de enormes dunas. A ligação que os levará a Arequipa é a mais longa do rali (508 km).

 

Fonte: Jorge Magalhães

Modificado em 10/01/2018

Partilhe este artigo

O TTVerdePT é um portal pessoal, independente e sem fins lucrativos, on-line desde o ano 2000. Decidimos ser o "tempo certo" para a "reconversão" do TTVerdePT. Assumimos agora, como "missão principal", a disponibilização do nosso vasto "Repositório de Memória" do que acompanhamos ao longo destes últimos 17 anos. Continuaremos a ser um "eco" participativo - agora mais focados no Facebook e eventualmente menos activos aqui - nos temas que nos interessam e motivam. Rejeitamos a responsabilidade pelas informações e material gráfico disponibilizados por terceiros. Este site não se subordina aos novos acordos ortográficos, aos quais é indiferente, publicando os textos conforme as preferências dos seus autores. (Y2K17 - Y2K18 - A. O.)


NOVAS Condições de Divulgação AQUI!

ATENÇÃO: Este site usa os cookies, apenas para podermos melhorar a sua utilização.